A criança é a expressão viva do amor de Deus. Amor sem cobrança, sem barganha, sem interesse. Amor que tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo tolera (1 Corintios 13:7)
A criança ama quem a corrige; corre para o colo do pai ou da mãe que acabou de lhe dar uma bronca porque é ali que encontra conforto e confiança.
Amor de criança não tem remorso, não tem rancor.
A única coisa que pode corromper a pureza deste amor é a perversidade do adulto.
Não é preciso amaldiçoar uma criança com palavras torpes para ensiná-la ou corrigi-la. A violência física nunca será um método eficaz na formação do caráter e da personalidade de uma criança.
O amor é o único caminho.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

NÃO PRECISA, MAMÃE

– Filho, o Natal está chegando e a mamãe quer dar algum presentinho para você, só que a mamãe está com pouco din din, então, tem que ser algo não muito caro. O que você gostaria de ganhar?

– Não quero nada não, mamãe. Eu já tenho muita coisa!

2 comentários:

  1. Ah, que lindoooooooooooo!!!



    http://noticiasdevinicius.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eles são surpreendentes, né, Fe?

    ResponderExcluir