A criança é a expressão viva do amor de Deus. Amor sem cobrança, sem barganha, sem interesse. Amor que tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo tolera (1 Corintios 13:7)
A criança ama quem a corrige; corre para o colo do pai ou da mãe que acabou de lhe dar uma bronca porque é ali que encontra conforto e confiança.
Amor de criança não tem remorso, não tem rancor.
A única coisa que pode corromper a pureza deste amor é a perversidade do adulto.
Não é preciso amaldiçoar uma criança com palavras torpes para ensiná-la ou corrigi-la. A violência física nunca será um método eficaz na formação do caráter e da personalidade de uma criança.
O amor é o único caminho.

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

NORMAL


João voltava de viagem com a mamãe quando pararam para comer algo em um posto na estrada. Lá, entre vários apetrechos que estavam à venda, havia uma espécie de abatjour com a figura de anjos formando a base. Curioso, ele quis saber: "Mamãe, por que os anjos ficam sempre pelados, enrolados em um pano?"
Sem querer dar muita corda para o assunto, a mamãe respondeu: "É porque anjo não tem sexo". 
E João, que sempre precisar ter a última palavra, logo concluiu: "É...anjo não é homem nem mulher, anjo é normal!"

2 comentários:

  1. que lindo meu polito.

    ResponderExcluir
  2. Não te disse ontem que a criança enxerga com a alma mamãe do João rsrsrs.... Lindo......

    ResponderExcluir